Arquivo de tag semicooperativo

PorThe Sage

É a noite da caçada e estamos descendo os sombrios túneis da masmorra do cálice em busca de sangue de terríveis bestas.

No mundo gótico de Bloodborne (e dos outros títulos e spin offs de Dark Souls), caçadores são poderosos e ágeis guerreiros, armados com uma arma composta em sua mão direita e uma arma de fogo em sua mão esquerda, confiando em sua agilidade e reflexos como única defesa. Sua missão varia, mas uma coisa é constante, envolve eliminar as bestas e outros perigos desse distorcido mundo.

A cidade de Yharnan é antiqüíssima, construída perto da cidade antiga e dos túneis, que dizem terem sido escavados pelos próprios antigos e pelos Pthumerians, antigos adoradores dos antigos e seus cálices.

Na cidade de Yharnan sangue é extremamente valioso. A igreja o usa para curas milagrosas. Infusões do sangue podem fechar feridas mortais e curar doenças rapidamente. Sangue se tornou uma obsessão e num mundo tão sombrio como esse, os cidadãos já não confiam em quem vem de fora da cidade e são considerados insanos por quem não é um nativo.

Você e um grupo de caçadores forasteiros foram contratados para descer o labirinto na noite da caçada, você mesmo procurando uma cura milagrosa para sua condição.

Vocês descem a masmorra num estado entre o sonho e a realidade chamado o “sonho do caçador”, um ritual ancestral que permite que caçadores escapem para essa “dimensão” em casos de emergência e para se preparar, armar e, nesse caso, armazenar em segurança os ecos de sangue coletados.

O jogo usa mecânicas simples de construção de decks, onde os jogadores começam com armas básicas e a cada vez que vão ao sonho do caçador recuperam as cartas usadas e adquirem uma nova.

Em seu turno, escolhem uma carta simultaneamente, as revelam e as resolvem na ordem de jogo. Depois o monstro que estão enfrentando ataca a todos. Quem sobreviveu, então ataca usando a carta q selecionou. Cada ponto de dano rende um eco de sangue.

Se você causou dano no round que um monstro morreu, ganha um troféu.

Os monstros são semialeatórios. Você prepara um deck de monstros com 3 chefes, 7 monstros comuns e um chefão. O objetivo é matar o chefão, que, geralmente possui regras ativas durante todo o jogo,fazendo cada partida uma experiência única.

O jogo é uma experiência de blefe, arriscar a sorte, construção de deck e manejamento de riscos e recursos, num ótimo jogo em alguns momentos cooperativo, mas com apenas um vencedor.

Produzido pela Cmon e trazido para o Brasil pela Galapagos Jogos, Bloodborne é uma belíssima produção, com marcadores lindos e eficientes, insert funcional e arte tirada dos jogos de videogame da franquia (é uma adaptação do jogo de mesmo nome, mas não tenta copiar as mecânicas, apenas a ambientação).

Rápido e sombrio, recomendo o jogo para adultos, fãs da franquia de videogames, jogadores de todos niveis de experiência. Não é recomendado para pessoas impressionáveis com sua arte e história sombrios, para jogadores que odeiem sorte em jogos (batalhas resolvidas por dados) e para crianças pelo teor da história e ilustrações.

Bloodborne e outros ótimos jogos você encontra na loja do ClubeNerd.

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

PorThe Sage

Seja parte do último esforço da humanidade para sobreviver em “Attack on Titan”.

Num futuro distante, tudo o que resta da humanidade está dentro de uma enorme cidade murada. Essa muralha, composta de anéis de cerca de 50 metros de altura que divide a cidade em círculos. Isto é a única coisa separando os humanos indefesos de seus algozes, os titãs.

Variando de 4 a dezenas de metros de altura, esses seres surgiram e dizimaram a humanidade. Ninguém se lembra quando ou como. Nem quem construiu a muralha. Entretanto, todos se lembram quando a primeira muralha caiu e parte da cidade foi perdida. Todos sabem que os recursos da cidade não a suportarão por muito.

Você faz parte de uma equipe de elite, treinada para enfrentar titãs e sair do perímetro da cidade em busca de alimento e outros recursos: a tropa de exploração. Mas um titã está atacando, devorando cidadãos inocentes e você deve pará-lo a todo custo. Este é o mundo pós apocalíptico de “attack on titan”.

Jogando

Neste boardgame trazido pela Galápagos, alguns jogadores estarão nos papéis de personagens do mangá/anime em que o jogo é baseado e um jogador controlará um titã.

Os jogadores da tropa de exploração rolarão dados, escalando o titã, atacando, atirando com canhões. Farão isso usando resultados para escolher e executar cartas de tática. Poderão re-rolar livremente os dados, mas se sair a face do Titã, esse dado é travado e entregue ao jogador que controla o titã. Ele o usará pra destruir os canhões, tentar matar um personagem ou devorar os cidadãos, as 3 condições de vitória do titã.

A jogabilidade é rápida e intensa. Até o titã mais fraco exigirá muita estratégia e a escolha cuidadosa de que personagens os jogadores controlarão e que táticas empregar para eliminar a ameaça, única condição de vitória da tropa.

Recomendado para jogadores com qualquer nível de experiência, este título trazido pela Galápagos Jogos comporta de 2 a 5 jogadores que gostem de rolagem de dados, forçar a sorte, jogos cooperativos bem difíceis (para 4 desses jogadores, pelo menos) e regras simples. Não é recomendado para crianças e jogadores que prefiram jogos mais estratégicos e menos dependentes da sorte.

Este jogo e muitos outros se encontram disponíveis na loja e na ludoteca do ClubeNerd.

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

Vivencie a felicidade!