Arquivo de tag pesado

PorThe Sage

Com a China se afogando em corrupção e sob ataque, é sua chance de conseguir riqueza e glória!

É uma época de incertezas.

Corrupção e a ameaça mongol ameaçam o império e você vê essa chance de ter uma audiência com o imperador.

Use essa oportunidade para ajudar a defender e garantir riquezas e glória para sua família.

Em Gugong, você é um comerciante tentando se dar bem num império corrupto, onde o suborno é essencial.

Esse suborno era feito de forma discreta, através de uma troca de presentes de valores diferentes, e essa é a mecânica principal do jogo.

Esses presentes são representados por cartas com valores diversos e belas ilustrações.

Em seu turno, troque uma carta de sua mão por uma menos valiosa da mesa e faça a ação relacionada ao espaço onde ocorreu a troca.

Você pode pedir uma audiência com o imperador (só quem conseguir estará apto a vencer o jogo).

Ou subornar oficiais para que decretos reais que te favoreçam passem, pode, ainda, ajudar na manutenção da muralha.

Ou viajar pela China fazendo bons negócios! Se preferir, pode plantar rumores na corte e colher os frutos dessa manipulação.

Pode ainda transportar mercadorias pelo rio ou negociar jade no mercado negro.

Saber gerir suas opções e sua mão de presentes é essencial para conseguir uma posição de respeito no império.

Gugong é um jogo apertado, rápido e de peso médio, sendo obra de um autor muito respeitado por alguns dos melhores boardgames da história.

A jogabilidade é tranquila, com regras claras e relativamente simples.

O peso vem do balanço necessário para avançar e dos poucos recursos disponíveis.

Recomendado para jogadores que já possuam alguma experiência a partir dos 12 anos, Gugong suporta jogo solo e até 5 jogadores.

Gugong e muitos outros jogos você encontra na loja e ludoteca do ClubeNerd!

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

PorThe Sage

Rumores de uma nova guerra do crepúsculo ecoam pela galáxia.

O trono vazio de Mecatol Rex pede um governante há milhares de anos.

As grandes raças finalmente se recuperaram da guerra anterior, conflito que jogou a galáxia numa era negra.

Então cada uma, com sua motivação própria, se dirige para o centro da galáxia.

Para o planeta de onde, por milhares de anos, os Lazax governaram e, para onde, segundo boatos, seus descendentes se dirigem: Mecatol Rex.

Em Twilight Imperium (TI) cada jogador lidera as frotas de uma das 17 grandes raças da galáxia.

Um clássico épico que existe há mais de 20 anos, TI acaba de ganhar sua mais bonita, luxuosa e elegante versão.

Finalmente, também, chega ao Brasil trazida pela Galápagos Jogos, totalmente traduzido para português.

Essa versão traz mais de 400 cartas e quase a mesma quantidade de naves em modelos detalhados em plástico de alta qualidade.

Traz também tiles hexagonais que formam uma galáxia que sempre muda de jogo pra jogo e 17 facções totalmente diferentes.

Diversos casos específicos e exceções à regra foram resolvidos, diminuindo e enxugando as extensas e complicadas regras da terceira edição.

O sistema de tecnologia que antes era ao mesmo tempo o pavor e o que mais seduzia jogadores de TI, foi simplificado e se tornou simples e intuitivo.

As estratégias e unidades rebalanceadas. É difícil achar um defeito neste jogo.

Uma partida leva entre 5 e 8 horas. Não é um jogo a ser colocado na mesa casualmente ou para qualquer público.

É um jogo-evento, de regras densas e jogabilidade intensa.

Essas horas passarão sem que veja por estar tão envolvido em tudo que acontece.

É aquele jogo que se lembra da partida de 8 meses atrás e do qual se conta histórias para os amigos.

Durante uma partida tratados serão feitos, negociações arriscadas e lucrativas ocorrerão, decisões complicadas serão tomadas, leis serão discutidas e votadas, combates épicos serão travados e traições eventualmente serão o momento decisivo do jogo.

Os objetivos mudam a cada jogo e são revelados gradualmente.

Para realizar estes objetivos os jogadores serão obrigados a interagir e lutar, mas a guerra é cara e pode enfraquecer ambas as raças.

Essa foi a lição que a guerra do crepúsculo deixou, então frequentemente é a diplomacia que prevalece, mesmo que seja a diplomacia feita a bordo de um “sol bélico”.

Recomendadíssimo para governantes a partir dos 14 anos que estejam prontos para um jogo longo, intenso e pesado, Twilight Imperium não desapontará quem busca a experiência mais épica que um boardgame pode oferecer.

Não é recomendado para iniciantes no Hobby ou para quem prefere jogos sem dependência de sorte (os combates são rolagens de dados).

Twilight Imperium 4th e muitos outros jogos você encontra na loja e na ludoteca do ClubeNerd.

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

PorThe Sage

Destituído de títulos, terras, banido e com poucos xelins sobrando, recomece do zero a dura vida de um vassalo em Feudum

Feudum é uma produção de financiada coletivamente pela Oddbirds e trazida para o Brasil pela Ludofy creatives nessa nova onda de jogos de luxo para jogadores experts.

As ilustrações, a linguagem e clima bem humorados são para trazer leveza a um jogo que pode redefinir o que pensa de um jogo euro pesado. O tabuleiro enorme tem informações que muitas vezes podem passar despercebidas (sendo essa a principal crítica ao jogo), mas enche os olhos. Lindas cores e lindas imagens em todos detalhes chegam a enganar sobre que tipo de jogo estamos falando.

Apesar de tudo, o coração do jogo é simples:
Escolha quatro de dez cartas. Elas serão suas ações na rodada. Depois, um por vez, os jogadores escolhem que ação ativam nas cartas e as fazem. Simples e rápido em teoria. Algumas ações, no entanto, tem uma cascata de reações que exigem prática e muitas leituras do manual para se tornarem naturais e rápidas.

Existem exceções e detalhes. E um modo avançado. E tanta coisa acontecendo que é difícil acreditar que, uma vez que saiba o que está fazendo, tudo leve menos de 3 horas.

Em Feudum você estará trabalhando com seis guildas essenciais para seu sucesso. Fazendeiros, mercadores, alquimistas, cavaleiros, a nobreza e o clero são algumas das formas principais de interagir com o jogo, e a influência em cada uma delas será disputada.

Peregrinará em busca de novos domínios, o que lhe trará muitas recompensas, lutará contra monstros, criará novos feudos e combaterá invasores. O controle de suas fazendas e cidades estará sempre ameaçado por vilões gananciosos (também conhecidos como seus amigos à mesa) e se não tomar cuidado, seus servos podem deixá-lo por passarem fome!

Opções não faltam, e tudo é necessário, então suas quatro ações por rodada são extremamente valiosas. O perfeito manejo das cartas e recursos escassos são a chave para o sucesso e podem ser cruéis, mas quando acerta, todas as recompensas justificam o aprendizado.

Recomendado pela editora para jogadores acima dos 12 anos, este é um jogo que recomendo fortemente para jogadores experientes que já gostem de jogos bem pesados, para os quais será um jogo memorável. Não recomendo para quem está começando a achar o que gosta no mundo dos boardgames, podendo ser uma experiência frustrante para quem está chegando ao Hobby.

Feudum e muitos outros jogos você encontra na loja e na ludoteca do ClubeNerd!

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

PorThe Sage

Em 1755 Lisboa sofreu um terremoto desastroso, seguido de incêndios e uma Tsunami.

O rei delegou a reconstrução ao Marquês de Pombal, que juntou um time de engenheiros e você para realizar o trabalho.

Lisboa é uma obra prima de Vital Lacerda, um designer conhecido pela complexidade e beleza de suas criações. O jogo é minuciosamente balanceado e justificado tematicamente. A produção da versão deluxe (a mesma que veio para o Brasil) é maravilhosa. Poucos jogos são tão bonitos quanto Lisboa na mesa.

Apesar da complexidade do jogo, do tamanho e de tudo que ele tenta fazer, ação feita a cada turno é simples. O que ela desencadeia, a ordem que as coisas acontecem, a sua decisão dentre tantas possíveis (e são dezenas a cada turno) é que o tornam um quebra cabeça respeitável. Nada é óbvio ou brusco, tudo é sutil.

Cada incremento em um atributo, melhoria na cidade, na economia, entulho retirado dos terrenos, oficial enviado pros escritórios, loja construida, bem vendido, navio comprado, prédio público aberto, a cada novo decreto do Marquês ou favor do clero faz com que o jogo mude ligeiramente, que a economia se mova, que os nobres estejam mais ou menos propensos a te ouvir.

Planejamento preciso é a chave para se jogar lisboa. E tudo isso é feito, a cada turno, jogando uma carta e comprando uma carta. Simples assim.

Você pode colocar uma carta em seu display para ganhar o benefício mostrado na carta e marca a alteração na economia também especificada ali. Depois, ou exporta seus bens de consumo se alguém já possuir navios (você recebe dinheiro, o dono do navio, pontos de vitória) ou negocia com os nobres para usar até duas de suas ações de estado.

Ou você pode colocar a carta do nobre que deseja (Rei, Marques de Pombal ou o Construtor)) na corte e usar de sua influência para pedir favores a ele, usando uma de suas ações de estado e sua ação exclusiva . Pode ainda colocar uma carta de evento na área da corte, pagar o valor do tesouro atual e financiar um evento.

Siga as ações que forem desencadeadas e suas consequências e passe o turno.

A produção da Mandala/Eagle-Griphon que chegou ao Brasil corresponde à versão de luxo com algumas modificações e teve algumas questões na produção como tom ligeiramente diferente nas cartas. Neste jogo, felizmente, essas questões tem zero de relevância. Os componentes são primorosos e a qualidade e beleza de tudo enche os olhos.

Recomendado para jogadores experientes que queiram um jogo pesado, delicioso de se jogar e um quebra cabeça desafiador, Lisboa pode servir como um primeiro jogo peso pesado para quem já esteja acostumado aos jogos médios, não sendo burocrático ou difícil de se jogar. Quem goste de história, design e arte também se maravilhará com essa obra.

Lisboa e muitos outros jogos você encontra na loja e na ludoteca do ClubeNerd!

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH