Arquivo mensal fevereiro 2019

PorThe Sage

Bem vindo à grande feira de ciências! Onde as mentes mais brilhantes do mundo disputarão entre si com intrincadas invenções.

Em Gizmos você é um desses inventores selecionando e construindo projetos que, juntos, criarão um mecanismo cada vez maior, te garantindo novas possibilidades para continuar crescendo e pontuando cada vez mais.

Tudo começa bem simples. Em sua estação de trabalho estão disponíveis algumas ações básicas: arquivar (reservar um projeto), coletar energia (pegar uma bolinha do dispenser), construir (gastar energia pra construir um projeto na fila ou arquivado) ou pesquisar (comprar projetos, escolher um e executar arquivar ou construir se desejar).

Escolha uma, a execute e passe a vez. À medida que constrói novos projetos, suas ações passam a desencadear outras, te permitindo coletar mais energia, realizar múltiplas ações num único turno, arquivar e pesquisar mais eficientemente. A quantidade de combinações é quase infindável.

Para construir você depende de uma combinação de energia (representada por bolinhas de gude coloridas num dispenser muito bem elaborado) que você coleta de uma fileira de poucas disponíveis ou aleatoriamente de dentro do mecanismo.

A estratégia está em se programar de acordo com a oferta de projetos e energia, arquivar projetos e coletar a energia antes de seus oponentes pra impedir que construam o que deseja, no entanto é um jogo mais tático, exigindo que você reinvente a sua estratégia durante o jogo diversas vezes.

Com uma jogabilidade rápida, iconografia muito eficiente e programação visual clara, Gizmos é um ótimo jogo para servir de ponte entre jogadores com diferentes níveis de experiência que apreciem uma quantidade equilibrada de sorte, tática e estratégia, criando mecanismos novos a cada partida, podendo seduzir de jogadores que estejam começando no hobbie e já tenham experimentado dois ou três jogos de entrada (jogos que preparem um novo jogador para a variedade dos jogos modernos) até jogadores experientes que prefiram jogos mais complexos.

Gizmos e muitos outros lançamentos você encontra na ludoteca e na loja do ClubeNerd.

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

PorThe Sage

“Civilization, um novo amanhecer”, te convida a desenvolver sua civilização de uma forma diferente de outros jogos de seu gênero.

Baseado no popular videogame “Sid Meyer’s civilization” e substituindo o antigo “Civilization II”, com diversas mudanças visando simplificar a experiência, esta é uma produção bem pensada, com ilustração e programação visual claras e a localização da Galápagos jogos faz jus à versão internacional.

Neste novo jogo cada civilização começa com uma fila de cartas de ação, que são as mesmas para todos, mudando apenas a ordem. Durante o jogo, você escolhe a ação que deseja executar e a efetividade dela depende da posição em que estava. Então a move para o fim da fila e empurra todas outras ações para ocupar o espaço vazio, efetivamente tornando as demais cartas mais poderosas.

Esse mecanismo simples e elegante é o coração do design deste jogo, o que já o diferencia bastante de seus antecessores, que tendem a ter pilhas de regras complexas, tornando-o amigável a jogadores menos experientes.

Algumas outras decisões buscando simplificar a experiência dividem opiniões. A primeira foi abstrair o combate, sendo a parte militar desse civilization praticamente inexistente. Outra foi manter o combate (raro) solucionado com o rolamento de dois dados. Ambas desagradaram os fãs deste aspecto desses jogos, mas garantiram um tempo de jogo de menos de duas horas e a possibilidade de focar em todos outros aspectos, como comércio, sistema de governo e pesquisa de tecnologias (tão simples quanto trocar a carta de ação que deseja substituir pela que pesquisou).

Recomendado para governantes que já conheçam alguns jogos mais básicos, “Civilization, um novo amanhecer” reinventa o gênero, saindo do tradicional jogo lento e intrincado de conquista, desenvolvimento e exploração para um jogo rápido e dinâmico de desenvolvimento e expansão. E não é recomendado para quem queira a experiência militar demorada dos seus predecessores.

“Civilization um novo amanhecer” e muitos outros jogos você encontra na ludoteca e na loja do ClubeNerd.

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

Vivencie a felicidade!

PorThe Sage

Encarne um investigador no ano de 1899 tentando solucionar um crime antes de seus parceiros.

Na virada do século XIX uma onda de crimes tomou Londres. Cada jogador é um detetive ajudando a Scotland yard a solucionar um crime diferente.

Em 13 clues a idéia clássica de descobrir o criminoso, local do crime e a arma utilizada é trazida de volta com um novo método investigativo, mais complexo, interativo e interessante, ao mesmo tempo em que mantém uma certa simplicidade.

Cada jogador receberá 5 cartas, 3 delas serão a solução do investigador ao seu lado e ficarão expostas na parte externa de um pequeno biombo para todos jogadores, exceto para ele. Além dessas, 2 ficarão expostas apenas para você, dentro de seu biombo pessoal. As 5 são inocentes para você. As que você vê de seus oponentes, também.

As cartas tem cores e categorias (gênero do culpado, local aberto ou fechado, arma de curto ou longo alcance) e, através de perguntas sobre quantas cartas de uma dessas categorias determinado jogador está vendo (ele está vendo 5 cartas que você não está, as suas 3 e as 2 de dentro do biombo dele) e algumas outras formas de questionamento, você deve deduzir a solução do crime que está investigando.

Prestar atenção na resposta às perguntas de outros investigadores pode ser a chave de seu sucesso, já que quanto maior quantidade de informações que puder juntar, melhor sua chance de desvendar o crime.

13 clues é ilustrado de forma leve e a edição que chegou ao Brasil pela Galapagos jogos corrige diversos problemas da edição original. Apesar do tema, o visual ajuda a ser um bom jogo para crianças a partir dos 8 anos e é recomendado como um jogo mais leve para um grupo de adultos.

13 Clues e muitos outros jogos você encontra na ludoteca e na loja do ClubeNerd.

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

Vivencie a felicidade!

PorThe Sage

Controle poderosos heróis devotos a deuses com tecnologia avançada numa agressiva disputa por dominação da grécia antiga.

O Império Micênico caiu e Hellas afundou em caos. Confusão e morte se espalham pela terra e seis heróis foram escolhidos para reestabelecer a ordem. No entanto, corrompidos pela ganância, decidiram guerrear pelo domínio do império.

Atraídos pela carnificina, seres com tecnologia avançada chegam a este mundo, oferecendo auxílio e fomentando a guerra entre os heróis.

Lord of Hellas sugere que os deuses seriam alienigenas com conhecimentos além da imaginação do povo grego, invadindo, lutando por território, sacrifícios, caçando e influenciando a vida de todos.

Até 6 heróis disputarão templos, construirão monumentos e controlarão territórios e caçarão bestas míticas (as 4 condições de vitória do jogo) em nome desses deuses.

Cada jogador começa com atributos e poderes diferentes e isso se acentua durante o jogo a depender de sua estratégia e seleção de cartas de bençãos.

A produção do jogo é um espetáculo à parte, com algumas das mais impressionantes esculturas do mercado e arte muito bem feita, ele chama a atenção de qualquer um que o veja na mesa.

Sutileza não está no manual desse tabuleiro. O combate está sempre presente, a interação é direta e os jogadores se influenciam o tempo todo, o que não permite, muitas vezes, que se optimize os movimentos e ações e sim, que se valorize tática e pese o resultado de cada conflito à medida em que acontecem.

Com diversos caminhos para a vitória, o jogo incentiva que se alcance algum desses objetivos rapidamente, o que faz tudo ser ainda mais rápido e intenso em Lord of Hellas. Se ninguém impedir, em apenas 4 turnos alguém pode desencadear o fim de jogo se quiser, e, embora isso não seja vantagem, a possibilidade está sempre presente. Apesar do tamanho, raramente passa-se mais que uma hora e meia por partida.

As regras de Lord of Hellas, analisadas separadamente, são simples, mas a quantidade de detalhes e possibilidades o tornam recomendável para jogadores mais experientes que apreciem conflito direto.

Frequentemente comparado com “Rising Sun” (jogo financiado em período próximo e também localizado pela Galápagos jogos), Lord of Hellas oferece uma experiência mais aberta, com mais possibilidades de manipulação pelos jogadores, mais rápida, direta e mais intensa, enquanto Rising sun é mais longo com conflito indireto, táticas mais sutis e traição sempre presente, sendo indicado que se experimente ambos para sentir qual é mais seu estilo.

Ao contrário de seu concorrente direto, Hellas oferece ainda um modo campanha para se jogar solo.

Lord of Hellas, Rising Sun e muitos outros jogos você encontra na loja e ludoteca do ClubeNerd.

Venha jogar conosco!

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos jogos de tabuleiro! Siga-nos nas redes sociais:

Facebook/ClubeNerdBH | Instagram/ClubeNerdBH

Vivencie a felicidade!